Raio-X InfoProp: Itaim Bibi

mapa Itaim bibi

O Itaim Bibi fica dentro do perímetro formado pela Av. Presidente Juscelino Kubitschek, Av. das Nações Unidas (Marginal Pinheiros), Av. Cidade Jardim, Av. Nove de Julho e Av. São Gabriel.

História do Bairro

Um dos primeiros registros da história do Itaim Bibi começa em 1896, quando o general José Vieira Couto de Magalhães comprou uma fazenda na região que os índios chamavam de “Itahy”. Em 1907, um dos seus sobrinhos, Leopoldo Couto de Magalhães Júnior, loteou a área que foi dividida em dezenas de chácaras e sítios.

O lugar não era muito valorizado, pois para época era considerado distante do centro da capital, era de difícil acesso e sofria com vários alagamentos ao longo do ano. Os baixos preços fizeram com que o Itaim Bibi se tornasse um bairro popular, morada de imigrantes italianos, espanhóis, portugueses. Foi somente a partir da década de 70, com a canalização dos córregos e a abertura de grandes avenidas, como a Juscelino Kubitschek e a Faria Lima, que ele começou a ganhar a cara que tem hoje: cosmopolita e altamente verticalizado.

Bibi era o apelido de Leopoldo Couto de Magalhães Júnior, antigo proprietário da fazenda que começou os loteamentos. Por isso, o nome Itaim Bibi foi adotado de maneira informal, para diferenciar do Itaim Paulista, que já existia.

A maior parte dos imóveis da região é de alto padrão, porém também existem edifícios antigos que tem o preço do metro quadrado mais acessível. A venda mais barata registrada em nossa plataforma foi no edf. CTI, localizado na rua Tabapuã, 665 cujo preço do metro quadrado foi de R$ 5.400,00. Já o Terraço Leopoldo, localizado na rua Leopoldo Couto de Magalhães Júnior, 1337 teve uma venda cadastrada por R$ 25.600,00 o metro quadrado.

Raio-X

Quantidade de Edifícios:

O Itaim Bibi possui 475 edifícios residenciais. Os prédios ocupam uma área de terreno equivalente a 585.940 m² o que representa 29,59% dos 1.980.000m² de todo o bairro.

Os Mais Antigos:

Um dos condomínios mais antigos do Itaim é de 1953 e fica na rua Joaquim Floriano, 126. O edifício tem 4 pavimentos, 14 apartamentos, ocupa 540m² de terreno com 1.373m² de área construída.

joaquim floriano 126

Os Mais Novos:

O Itaim Bibi é um dos bairros mais badalados do momento. No momento da publicação deste artigo existem 9 edifícios residenciais que estão em fase de lançamento e pré-lançamento.

Linha do Tempo

Desde 1953 até os dias atuais, foram construídos uma média de 7,3 novos prédios por ano.

O boom da construção ocorreu na década de 70, com destaque para o ano de 1973, quando 41 novos prédios residenciais terminaram de ser construídos.

Número de Apartamentos

Os primeiros 10 prédios construídos tem ao todo 194 apartamentos. Já os 10 prédios mais novos, somam 557 apartamentos ao todo. No total, o Itaim Bibi possui 17.233 apartamentos, uma média de 36,28 unidades por edifício.

Andares

Os prédios residenciais do bairro tem uma média de 14,8 andares. Entre 1953 e 1963, a média era de apenas 6,5 andares e esse número foi crescendo gradativamente. Os edifícios construídos nos últimos 10 anos tem uma média de 22,8 andares.

Destaque para o Brascan Century Plaza, na rua Joaquim Floriano, 46. Construído em 2003, o condomínio de uso misto é composto por três torres, a mais alta delas tem 31 pavimentos, um heliponto no topo e é o segundo prédio mais alto do bairro com pouco mais de 105 metros de altura, perdendo apenas para a Infinity Tower, na Leopoldo Couto Magalhães, 700, cujo o topo chega a altura de 112 metros.

Brescan Century Plaza

Fontes externas:
https://vejasp.abril.com.br/cidades/a-origem-do-itaim-bibi/

*Os dados deste artigo tiveram como fonte a base do IPTU da prefeitura de São Paulo e a base de dados do CEP fornecida pelos correios. Estes dados foram compilados e aprimorados pela equipe da InfoProp.